quarta-feira , 8 abril 2020
PIRES
Auto posto União
Home / Cidades / RIO BRILHANTE: Polícia Civil divulga nota sobre operação contra crime organizado
imperio e camila

RIO BRILHANTE: Polícia Civil divulga nota sobre operação contra crime organizado

Por: Olimar Gamarra

20200304_063436
(Fotos Olimar Gamarra)

Polícia Civil de Rio Brilhante divulgou no final da manhã de hoje (4) nota sobre a operação Pan-óptico, realizada nesta manhã em Rio Brilhante, que mirou organização criminosa e cumpriu mandados nas ruas de Rio Brilhante, nos dois presídios da cidade além da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) e na máxima da capital do estado.

Confira nota na integra:

“Na manhã de 04/03/2020, a Polícia Civil de Rio Brilhante coordenou Operação Panóptico, com objetivo de reprimir a atuação do tráfico de drogas e crime organizado na cidade. Ao todo foram expedidos 27 mandados de prisão, 2 internações provisórias, além de outros mandados de busca domiciliar. Os alvos da operação são pessoas envolvidas com o tráfico de drogas organizado, cujas lideranças estão em sua maioria no interior de presídios.

A operação foi denominada Panóptico, em inspiração ao modelo penitenciário idealizado por Jeremy Bentham, em que por meio um único centro de vigilância conseguia-se observar um grande número de presos, sem que eles soubessem que estavam sendo observados.

A investigação que perdura há seis meses obteve êxito em delimitar a exata conduta de cada um dos integrantes da organização, bem como seus respectivos postos. Dentre os investigados estão homens, mulheres e adolescentes, que dividiam suas funções dentre as mais diversas: as lideranças, em sua maioria no presídio, coordenavam e encomendavam a venda e distribuição de drogas; outros integrantes espalhados pela cidade realizavam a atividade de comercialização, propriamente dita; enquanto outros, exerciam outras atividades de apoio, como recolhimento de dinheiro, depósito dentre outras atividades.

Durante os meses que duraram a investigação, mais de 20 pessoas relacionadas à organização já haviam sido presas ou apreendidas em flagrante, tendo sido apreendida relevante quantidade de droga. Destaca-se que, como contribuição fundamental das diligências que culminaram nas prisões em flagrante, a atuação do Canil da Delegacia de Polícia de Rio Brilhante, que participou diretamente da prisão ou apreensão de pelo menos nove pessoas.
Ao todo, foram cumpridos oito mandados de buscas em residências na cidade de Rio Brilhante, os quais tinham como principal objetivo a localização dos suspeitos.

Quanto aos mandados de prisão, na cidade de Rio Brilhante, até o momento cinco pessoas que estão em liberdade foram presas preventivamente e um adolescente foi internado provisoriamente. Além disso, também está sendo dado cumprimento a cinco mandados de prisão de no Estabelecimento Penal de Rio Brilhante, quatro mandados de prisão no Estabelecimento Penal Feminino de Rio Brilhante, seis mandados de prisão na Penitenciária Estadual de Dourados e três mandados em presídios na capital (Campo Grande), todos relacionados às atividades da associação na cidade de Rio Brilhante.

Para o cumprimento dos mandados, foi necessário o apoio de diversos policiais da região, dentre eles: SIG de Dourados, DEFRON, DP Caarapo, DP Itapora, DP Nova Alvorada, bem como apoio do Canil do 3° Batalhão Policial Militar de Dourados.
O cumprimento dos mandados de prisão é tido como um passo crucial na repressão ao crime organizado. Isso porque, por meio de seus cumprimentos, serão presos preventivamente aqueles que, em liberdade, comercializam e prestam auxílio às atividades da organização, evitando o fortalecimento da facção; e quanto aos que já estão presos, garante que se mantenham detidos, bem como respondam por suas condutas.

Os delegados responsáveis pela operação, Guilerme Sarian e Alexandre Neves, destacam que somente com medidas como esta que se torna possível a responsabilização das lideranças da organização, que recrutam e coordenam toda a atividade criminosa, com a mínima exposição, ocultando-se por trás de comparsas que estão em liberdade, conseguindo em algumas oportunidades a impunidade. Os delegados também destacam que o trabalho de investigação permanecerá árduo, com o objetivo de garantir a ordem pública e a segurança para os moradores da cidade”.

difusora
Jesus esta voltando