quarta-feira , 17 outubro 2018
PIRES
Auto posto União
Home / Cidades / RIO BRILHANTE: Homem que matou ex-motorista do conselho tutelar é condenado
imperio e camila

RIO BRILHANTE: Homem que matou ex-motorista do conselho tutelar é condenado

promoção-drogaria-progresso gif

ppp-1 (1)

Em julgamento ocorrido nesta terça-feira (07), no Fórum de Rio Brilhante, presidido pelo juiz da vara criminal Jorge Tadashi Kuramoto, acusação feita pelo Ministério Publico e defesa feita pela defensoria publica.

Por: Olimar Gamarra

79c82797c463f16b14a68094f1169ca0
Policial isolando área do crime, no detalho Antonio, ”Preto” como era conhecido- Foto ( Maikon Junior)

Cícero Alexandre,46,conhecido como ”Tobias” foi condenado a oito anos de reclusão elo assassinato do ex-motorista do conselho tutelar de Rio Brilhante Antônio Eulálio Mello de Aquino,51, conhecido como ”preto”, crime ocorrido em 15 de novembro de 2017 na casa onde a vítima morava na rua Maria de Jesus Cerveira bairro Benedito Rondon em Rio Brilhante.

Em julgamento ocorrido nesta terça-feira (07), no Fórum de Rio Brilhante, presidido pelo juiz da vara criminal Jorge Tadashi Kuramoto, acusação feita pelo Ministério Publico e defesa feita pela defensoria publica,  o ”conselho de sentença reconheceu que o réu Cícero Alexandre praticou do homicídio simples e porte de arma de fogo”. Com isso Cícero foi condenado a 06 anos pelo homicídio e 02 anos pelo porte de arma.

O regime de cumprimento da pena inicial é o fechado, Cícero já estava preso desde a época do crime. Um dia depois de matar Antonio Eulálio ele se apresentou na delegacia de Policia Civil de Rio Brilhante, como já estava com mandado de prisão decretado acabou detido. A arma usada no crime, o acusado disse ter jogado nas águas do rio Brilhante durante sua fuga.

RELEMBRE O CASO

Consta que vítima e autor eram parentes por afinidade (sogro e genro), em razão de Cícero ser padrasto da então esposa de Antônio.

No dia do crime, feriado nacional, varias pessoas da família estavam em um rio, quando teria ocorrido desentendimento entre Antônio e sua esposa, culminado em agressões. Em seguida conforme os autos, Cícero também passou a se desentender com Antonio, tanto no local da confraternização, como no trajeto de volta para cidade.

Ao chegar na casa onde a vítima morava com a enteada de Cícero, teria ocorrido um novo desentendimento entre os dois, momento que Antonio teria agredido o ”sogro” com um tava na cabeça. Apos isso ele foi ate sua residência na vila Nova Esperança se armou com um revolver marca Rossi calibre 32 e retornou a casa da vítima. Ao chegar desferiu pelo menos quatro  tiros que acertaram Antônio na cabeça, braço e ombro, ocasionado sua morte ainda no local.

Durante entrevista no dia da prisão, Cícero informou que estava arrependido do crime, disse ainda que não foi a primeira vez que era agredido por Antônio.

Apos o crime Cícero fugiu em um veículo HB-20 e se apresentou um dia depois na delegacia.

929506589_1834225319486931120842547945721681784102870n
Cicero Alexandre confessou o crime e disse se arrepender

_____________________________________________________________________________________

pppp-1

ppppp-1

MOVELAR-GIF-SEM-FACE

 

 

 

mayfa
Jesus esta voltando