terça-feira , 21 agosto 2018
gif pires
Auto posto União
Home / Cidades / PF e PC fecham o cerco a contrabandistas que utilizam Nova Alvorada do Sul como entreposto de mercadorias
imperio 2

PF e PC fecham o cerco a contrabandistas que utilizam Nova Alvorada do Sul como entreposto de mercadorias

progresso

anigif

Segundo Roberto, todos já foram ouvidos na delegacia local e os procedimentos serão encaminhados as respectivas delegacias federais de origem para que a Justiça Federal tome as medidas cabíveis.

Por: Olimar Gamarra

VTRALVORADA

A cidade de Nova Alvorada do sul por sua localização estratégica praticamente no centro do estado tem se tornado um ponto importante para contrabandistas, principalmente de roupas e outros produtos que são trazidos do pais vizinho Paraguai em ônibus, chegam em Nova Alvorada e são redistribuídas, para outros ônibus ou carros de onde seguem para outros estados principalmente São Paulo.

Em entrevista para o site Rio Brilhante em Tempo Real, o delegado de Polícia Civil da cidade, Roberto Faria, disse que nesse ultimo ano já indiciou mais de 30 pessoas a pedido da Polícia Federal de Dourados, Três Lagoas -MS e Ourinhos e São Paulo -SP. Suspeitos que foram identificados como transportadores e que ”contratam” pessoas para o transporte dessas mercadorias oriundos do Paraguai.

Segundo Roberto, todos já foram ouvidos na delegacia local e os procedimentos serão encaminhados as respectivas delegacias federais de origem para que a Justiça Federal tome as medidas cabíveis.

Autoridade policial esclarece que o destino dessas roupas e demais produtos tem como destino principalmente a rodoviária da Barra Funda na capital paulista, onde já tem pessoas que integram o esquema para receber e distribuir.

”Ouvimos pessoas aqui em Nova Alvorada depois de recebermos as cartas precatórias da Policia Federal, agora vamos enviar para eles o resultado do nosso trabalho”, frisa Roberto.

De acordo com o delegado como a maioria das roupas são de marcas mas, falsificadas, nesse caso a fabricante do produto original também pode exigir seus direitos perante a justiça.

Com relação a estimativa de movimento financeiro com a pratica desse crime, Roberto acredita que seja em torno de um milhão e meio por ano.

Roberto diz que tem conhecimento de pessoas que foram recrutadas de outros estados e hoje estão em Nova Alvorada unicamente para o transporte de mercadorias da cidade para outros estados ganhando em media R$ 250.00 (duzentos e cinqüenta reais) por viagem e mais passagem.

”É difícil combater essa modalidade de crime, uma vez que esmos um uma região muito próxima a fronteira mas, nosso trabalho é identificar quem são essas pessoas para que respondam pelos crimes, nesse caso o descaminho”. Finaliza o delegado.

_____________________________________________________________________________________

34136635_911381555708497_5107467309019037696_n

 

MK-serralheria-1-1-1-1-2-1-1-1

anigif-1-1

mayfa
Jesus esta voltando