terça-feira , 23 janeiro 2018
Colégio Objetivo
Home / Destaques / Disputa de facções motivou execução de rapaz em Rio Brilhante
imperio 2

Disputa de facções motivou execução de rapaz em Rio Brilhante

gran-rio-1-1-1-1

gif-banner-pires-1-1-1-1

Por: Olimar Gamarra
DSC02469
Local do crime no dia dos fatos. Fotos- Maikon Junior)

A execução de Jose Fernando dos Santos de 23 anos ocorrida em 17 de setembro desse ano na residência onde a vítima morava na rua Antonio João vila Nova Esperança em Rio Brilhante, foi motivada por disputa de duas facões criminosas.

De acordo com a polícia civil (SIG) que investiga o caso, a apreensão esta semana de um adolescente de 17 anos esclarece boa parte do crime. Em depoimento o menor que já tem passagens pela polícia inclusive por ato infracional equivalente a roubo, confessou que efetuou os disparos que mataram Fernando. Mesmo com a apreensão e confissão os investigadores continuam trabalhando no caso, pois no dia do crime foram vistas duas pessoas entrando na casa, por isso diligencias continuam para esclarecer totalmente o crime.

‘’E uma apreensão importante, ele confessou que atirou, mas estamos atuando no caso ainda, pois existem a mais pessoas envolvidas, e não descartamos novas prisões’’, disse um dos investigadores do caso.

A motivação para o crime, segundo o menor foi pelo fato de ele pertencer a uma determinada facção (primeiro comando da capital- PCC) e a vítima (comando vermelho- CV). De acordo com órgãos de segurança publica integrantes desses grupos são inimigos e lutam pelo domínio de ações criminosas, inclusive dentro de presídios.

O adolescente teve o mandado de internação expedido pela justiça-podendo ficar recolhido ate os 21 anos- e deve ser transferido a uma UNEI (Unidade de internação). Ele completa 18 anos em Janeiro do ano que vem.

DSC02390
Fernando foi morto com 11 tiros no quarto

Apesar de ainda menor de idade, o adolescente já contabiliza alguns históricos na polícia de Rio Brilhante. Em agosto do ano passado teve participação em um crime de ocultação de cadáver, e no mês seguinte  foi detido apos assaltar a agencia fazendária e ainda tem acusação de trafico de drogas. Agora reponde por ato infracional relativo a homicídio qualificado.

Jose Fernando foi executado com 11 tiros dentro de um quarto da casa onde morava em companhia de um amigo. Natural do estado de Alagoas, ele não tinha passagens apela polícia em Mato Grosso do Sul e trabalhava em uma usina de Rio Brilhante.

A arma do crime não foi localizada.

A irmã do suspeito que também é menor de idade foi apreendida para averiguação durante as investigações do assassinato. De acordo com a polícia no decorrer das diligências foi apurado ligação dela com a vítima.

_______________________________________________________________________

MK-serralheria-1

Moto Flex
Jesus esta voltando